Dicas para escrever uma carta para candidatar-se a uma vaga de trabalho


FacebookTwitterGoogle+Share

Candidatar-se a uma vaga é geralmente o primeiro passo para conseguir um trabalho sendo o momento que o empregador tem a primeira impressão sobre o candidato. É, portanto, crucial demostrar-se adequado e qualificado para o emprego, com o intuito de aumentar as chances de passar à seguinte fase.

Estar preparado faz toda a diferença no preenchimento do formulário de candidatura. Dedique um tempo para pesquisar sobre a empresa/instituto/organização a qual você está se candidatando, os trabalhos que eles desenvolveram, assim como os fatores que os diferenciam em relação a outros empregadores que atuam no mesmo campo. Procure na página web, Linkedin, Facebook ou Twitter para compreender melhor o seu potencial empregador. Toda organização com êxito se caracteriza por criar uma identidade e rumo ao longo dos anos. No processo de candidatura permita que o seu conhecimento sobre a organização sobressaia.

Após fazer sua pesquisa, pense cuidadosamente nas suas experiências e habilidades e como elas podem beneficiar a empresa. Você tem que vender as suas habilidades ao potencial empregador, e portanto, é imprescindível saber como a suas habilidades e interesses são consoantes com o perfil e trabalho da empresa.

Leia cuidadosamente a descrição da vaga. É recomendável ligar para a pessoa responsável pelo anúncio e perguntar questões relevantes sobre a vaga que você está concorrendo. Nesse momento deve-se perguntar sobre informações adicionais relacionadas ao tipo de perfil que estão procurando, ou que tipo de habilidades são valorizadas ou requeridas. Caso possua essas habilidades desejadas, realce-as na sua candidatura. Além do mais, esse contato telefônico pode servir para mostrar a sua motivação para a vaga a qual está se candidatando, além de ajudar o possível empregador a lembrar-se de você. Por vezes, somente 5 a cada 100 candidatos fazem esse contato, sendo assim, use esta estratégia para aumentar as suas chances, mas desenvolva uma linha de raciocínio antes da sua ligação, tendo assim as questões prontas!

Comece a sua candidatura fortemente. Em muitos casos, as candidaturas não são inteiramente lidas, portanto, escreva uma introdução atraente. Evite começar com “meu nome é..”. No primeiro parágrafo você deve explicar como encontrou a vaga, porque está se candidatando a ela e qual a razão do seu interesse. Será ainda melhor se você mostrar desde o começo como suas habilidades podem beneficiar o empregador.

Use o parágrafo seguinte para explicar porque eles deveriam te contratar mas leia cuidadosamente as exigências da vaga. Não esqueça de mostrar nas suas respostas como você pode satisfazer os requisitos, devido a sua experiência de trabalho, voluntariado ou formação. Para facilitar o entendimento do leitor sobre suas experiências e habilidades você deveria tentar usar exemplos específicos. Use a oportunidade para adequar a linguagem e expectativas definidas pelo empregador. Lembre-se que você descreve a sua candidatura para o potencial empregador, e não para você mesmo, portanto, pense cuidadosamente o que ele quer e precisa saber sobre você.

Como jovem profissional, você deve ter diversos trabalhos de curto prazo. Transforme-os em pontos positivos e ressalte suas funções e responsabilidades, o que você alcançou e quais habilidades adquiriu nestes trabalhos prévios. Você pode explicar que o fato de ter diversos contratos curtos mostra o quanto você é uma pessoa flexível e que você se pode adaptar rapidamente a novas tarefas e ambientes de trabalho. Isso pode contribuir para provar que você tem perspectivas sobre diferentes organizações ou setores, com diferentes funções. Lembre-se de relatar isso nos requerimentos da vaga.

Você pode também ter que descrever o tipo de empregado que você é, mas não dê só adjetivos, dê também exemplos. Se você disser que é responsável e trabalha em equipe, prove-o usando exemplos de empregos anteriores. Ser inovador, pode significar diferentes coisas para diferentes pessoas, então use estes exemplos ou da sua formação. Algumas vezes vale a pena pedir feedback para prévios empregadores ou a colegas de estudos em relação ao teu estilo de trabalho e inseri-lo na candidatura. Você pode já ter uma autoimagem diferente como empregado e o feedback poderá surpreende-lo positivamente!

Corrija a candidatura tantas vezes quanto for necessário e peça a alguém para lê-la e revisa-la para que não haja erros gramaticais que garantir que você respondeu corretamente as questões que foram preguntadas. A forma em que as frases são construídas tem um papel importante na mensagem indireta que elas transmitem, portanto, use frases ativas em vez de passivas. “Eu fiz” em vez “eu tive que fazer”.
Tome o seu tempo, sem esquecer o deadline e guarde uma cópia de todas as suas respostas. Respire fundo e boa sorte.

The original article (in English) by Margarida Paixao
Translated version by Tiago Canelas

Leave a comment